18 de agosto de 2017

Precisamos nos unir em nome do amor

filme: o menino do pijama listrado
É impressionante que em pleno 2017 vários formadores de opinião estejam se manifestando em suas redes pedindo "pelo amor de Deus" a seus inscritos para não aceitarem e não importarem o nazismo dos Estados Unidos. É assustador que devamos implorar a um país latino, miscigenado, com maioria negra, de terceiro mundo que não passem a mão na cabeça de nazistas e que não relativizem o nazismo.

Eu sei que estou há quase um mês sem postar mas não é por falta do que escrever, tenho alguns posts prontos para quando uma novidade chegar, mas eu não poderia esperar para falar sobre isso. Acho que é dever de todos se juntarem e formarem um muro contra essa loucura que está se formando e que ~espero que não~ pode chegar aqui. Independente do que eu queira ou não, temos que cair na real de que para essa onda de ódio chegar aqui, como muitas outras, é "vou aqui, volto já".

Assim como a quantidade de mulheres no Brasil é 51% maioria, quantitativa com relação aos homens, e mesmo assim sofremos machismo pesado, sem falar nos casos de polícia em que 90% é lei maria da penha, entre outros números, ou seja, a violência contra a mulher é gritante; assim como os negros representam 54% da população brasileira e mesmo assim os seus acessos a cargos mais altos, faculdade, melhoria de vida são miseráveis; porque um país latino e miscigenado não iria aderir ao nazismo? É um pulo, amigos!

Por isso vim me abrir aqui nesse cantinho que uso para refletir e está totalmente aberto para fazermos juntas(os), vim conversar e expor o meu medo. Vi vídeos e mais vídeos sobre a passeata em Charlottesville, ouvi as notícias sobre as pessoas mortas e feridas... por ódio gratuito. 

Sei que temos candidatos que agregam alguns desses ódios gratuitos, e não quero citar nome pois esse não é o foco, e para que os eleitores desses candidatos aceitem e enalteçam essa blasfêmia é um instantezinho só, por isso, vim pedir encarecidamente, vamos nos unir contra isso, vamos nos unir contra a violência, contra o ódio, contra a intolerância. Não é uma questão política, pessoal, é uma questão humana, existencial.

Gostaria de nunca ter trazido esse tema aqui mas depois de olhar em volta e ver o quanto de coisa  tomou forma por ficarmos calados achando que não tinha força ~Hitler conseguiu chegar ao poder com apenas 27% de aprovação~ eu realmente não podia achar um muro sequer que me coubesse em cima. Como dizia Martin Luther King:
Perdoem os números, essa não é muito a nossa pegada, mas achei muito necessário mostrar que o problema não está apenas na minha cabeça. Pesquisem, se informem, a sabedoria está em quando não saber de algo, ir atrás. Se não fizermos assim, viramos massa de manobra, e ninguém quer isso não é mesmo?

Quero deixar mais uma frase que sempre levo comigo e que a autoria diverge entre Maiakovski e Brecht:
Vamos agir enquanto ainda temos tempo, enquanto ainda tem quem reclame.
curta o post aqui embaixo

24 de julho de 2017

Tatue com mulheres

gif: giphy
Já faz um tempo que toda tatuagem que vejo e amo, vou logo caçando quem fez. O motivo é que, meio óbvio, eu quero fazer uma ~ou duas, ou três ou mais~, não é nada para agora por motivo de R$ e não sei em que parte do corpo vou fazer. Porém, já reuni meu arsenal de possíveis tatuadoras ~MUITO TALENTOSAS~ que vão pintar esse corpinho que vos escreve, já que faço questão que seja uma mulher para incentivá-las a mostrar ainda mais pro mundo como elas são fod@s no que fazem.

Decidi trazer, então, essas mulheres super talentosas para reforçar a maravilhosidade de seus traços e, quem sabe, convencer você a tatuar com uma mulher.

  • Mariana Calvette 
A Mari trabalha no Rio de Janeiro mas tem um projeto maravilhoso com o parceiro dela de troca de experiências e vivências por tattoo. Atualmente está em Berlim com esse projeto lindo e volta hoje (dia 25). 
@meritatton

  • Maria Clara Guimarães
Maria, nome comum mas talento único. Também é do Rio de Janeiro.

@mariaclaratattoon

  • Jana Sirena

Já dá para ver de cara como a Jana tem uma intimidade com a botânica né non? Tudo muito singelo e maravilhoso. Ela é de Curitiba e conheci o trabalho dela pelo canal da Stephanie Noelle.
@janasirenatattoo

  • Law Melo
Por incrível que pareça, a Law é uma tatuadora iniciante, com esse traço bem detalhado, imagina quando for expert? Ela atende em Curitiba também.


@lawmelotattoo
Até agora só conheci essas e fico bem triste por não ter me deparado com nenhuma mulher que trabalhe com tattoos no Recife. Pode ser que exista e eu não saiba não é? Se você conhece, deixa nos comentários.

Como vocês podem ver, existe um certo padrão nos traços porque acho lindo traços finos e fortes quando preciso. Nem parece que uma agulha cortou a pele ~haha~. Espero que tenham gostado e se vocês conhecerem mais alguma, deixa nos comentários que vou procurar todas.

curta o post aqui embaixo

17 de julho de 2017

Agora eu tenho o nada - ou tudo

Foto: tumblr
Saí de casa há alguns meses e finalmente me vi livre para pensar com minha própria cabeça, sob meus próprios anseios, estipular minhas próprias datas e sob minha própria tutoria decidir o que seria da minha vida daqui para frente.

Eu estava presa, sim, não conseguia me concentrar no que eu queria, e pelo jeito talvez nem soubesse o que eu queria. Passei três semanas, talvez mais, me sentindo terrível por não conseguir estudar para um concurso que eu estava focada desde o ano passado. Seria minha segunda tentativa e estava apreensiva, já que não entrei da outra vez porque tinha apenas quinze pessoas na minha frente. Quinze pessoas! Se eu passasse, iria para Minas Gerais, finalmente respirar o ar puro da liberdade.

Mas, vejam só, o ar puro chegou sem que eu precisasse passar nesse concurso. E o que seria de mim agora?

Achei que me debruçaria mais nos estudos para alcançar essa meta e quando me vi em paz, meu subconsciente ficou me dando petelecos constante de "isso não é o que você quer", "você só queria isso para sair de casa". Enfim, ouvi as mensagens e aceitei o fato: eu estava perdida.

Um pequeno redemoinho de emoções me tomaram. Queria me achar, me encontrar num lugar sereno para que eu pudesse fazer o que eu quisesse. O lugar sereno eu tinha, minha nova casa é cheia de serenidade e beleza cotidiana, faltava a atividade. Mas o que eu queria? A dúvida estava me corroendo. Nem sei se poderia ser considerado dúvida já que não havia alternativas, apenas seguir, vivendo, sentindo...

 No meio do caminho a vontade de escrever e ler voltaram. Estava dedicada a procurar o que me fazia bem e me jogar de cabeça. A liberdade me deu o alcance que eu não sabia que precisava para me conhecer, me ouvir, descobrir. Cada dia uma nova oportunidade para mudar tudo ~ou não. A escolha dos dias me pertence, na medida do possível. Principalmente em se tratando do meu bem-estar. Eu sou a maior responsável por ele e o que eu vou fazer com relação a isso?

Assim como quem está no fim do poço, o único caminho é subir, eu tenho o nada onde posso ter tudo. Às vezes estar perdido é só mais uma oportunidade que a vida te dá para você fazer diferente.

12 de julho de 2017

Maceió-AL fomos nós

Quem me acompanha pelo instagram já sabe que fui a Maceió semana passada pelos stories que postei todos os dias, desde a saída de casa, a estadia e a volta de lá. Pela fanpage também avisei sobre a viagem, mas não ficou sem conteúdo nem lá e nem aqui ~inclusive, obrigada pelos comentários no post anterior, fiquei bem feliz e não deixei de ler nem responder enquanto estava por lá <3

Fomos na terça passada (04/07), bem cedinho, o amigo do meu namorado veio nos buscar de lá. Na verdade, íamos de carona com um outro amigo que trabalha por lá porém ele adoeceu e só poderia ir dois dias depois e tava okay, mas Rômulo, pessoa bondosa que veio nos buscar, provavelmente ficou com medo que não fôssemos e veio de Maceió buscar a gente com os filhos pequenos dele ~o motivo seria que ele está lá há quinze anos e meu namorado nunca foi visitá-lo então dessa vez tinha que ir.

Viajamos de carro com ele e os filhos dele. Que viagem loonga, ou talvez nem tão longa assim ~duas horas de carro e três de ônibus~ mas não sei lidar com tantas horas dentro de um veículo. Se comer dá vontade de vomitar, se não comer é pior ainda. Era para eu ter comprado dramin mas a gente achou que ia viajar dois dias depois pelos motivos que falei ali em cima. 
Nesse momento o carro tinha quebrado mas graças ao bom Deus já tinha saído da br101 e entrado na br104 ~de Maceió~ e deu tempo de tirar essa fotinha do Gabriel num momento em que ele estava quieto.

Os dias foram bem de chuva mas esse menino lindo aí de cima entreteu as duas crianças o tempo inteiro: fizeram origami, assistiram desenho, etc. Esse momento ai da foto foi um dos segundinhos de sol que teve e aproveitamos para sair um pouco, brincar, jogar os aviõezinhos de papel e tirar foto, porque sim, né?
Os dois catiorinhos terrier que têm lá. O da esquerda, Max, é o mais amorzinho e enorme, parece um bebezão e só quer brincar o tempo inteiro. 
Esse lugar que achei lindo e aconchegante é o Cuca Louca, onde vendem sanduíches artesanais onde o hambúrguer e os molhos são feitos lá mesmo, o suco é da fruta e é tudo uma delícia, só senti falta de mais verdura no hambúrguer, não sei se é cultural mas preciso de tomate ~na vida~ no hambúrguer, gente, pode até faltar carne mas tomate é aquela coisa que mora no meu core. Postei até foto do que comi lá no stories do insta, só para terem uma noção da belezinha, quem viu, viu, quem não viu, perdeu.
No ultimo dia ainda fomos na Associação da Feirinha de Artesanato da Pajuçara e no Mirante (primeira foto do post), comprei essa bolsa da foto, vou mostrar ela melhor no insta depois, que tô usando quase que todos os dias mesmo e um carrinho para a filha dele. Nossa cara tá estranha, estamos esquisitos, minha perna tá finíssima mas foi a foto que deu pra pegar esse fundo.

Tirei mais fotos já com a ideia de postar aqui porém meu celular manchou muitas delas, algumas outras ainda vão aparecer no instagram, se quiser seguir será bem vindo ou bem vinda, é só clicar onde tá amarelo ou rolar até o final da página. Espero que tenha gostado e obrigada pela visita 

ps: perdoa as fotos borradas mas é o que existe de tecnologia por aqui por hoje, vai que depois melhora!
neoguedes © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.